WORKSHOP TÉCNICA ALEXANDER

(voltar ao início)

Técnica de Alexander em Portugal

Dias 21 e 22 de Outubro de 2015

tecnica_5

A Técnica Alexander é uma reeducação psicomotora, ensina como corpo e mente podem funcionar juntos no desempenho de todas as atividades diárias ajudando a detectar e a reduzir o excesso de tensão promovendo harmonia e bem estar. É uma prática que resulta num melhor funcionamento dos reflexos naturais do organismo.

tecnica_4

Frederick Matthias Alexander ( 1869-1955) foi actor  e sua técnica não está apenas relacionada com postura ou relaxamento, é um trabalho que proporciona ao ator os meios para prevenir, de forma consciente, as reações habituais e automáticas que possam interferir no seu desempenho e crescimento. Quando livre destes padrões habituais de tensão, aprende-se a reagir sem medo e a expressar-se de forma mais criativa. Tornamo-nos conscientes de como funcionamos enquanto indivíduo e também capazes de observar e expressar as diferenças entre nós mesmos e a personagem que interpretamos.
tecnica_1

Objectivos da acção:
O intuito deste workshop é oferecer uma experiência prática do processo de reeducação neuromuscular da Técnica Alexander associado à performance artística. Desenvolver a habilidade de manejar com inteligência e equilíbrio situações stressantes, aprender como tranquilizar as reações físicas e emocionais para que a mente possa funcionar de maneira criativa, o corpo possa movimentar-se com maior liberdade, a voz expressar mais nuances e respiração não ser mais um problema. Usando instrumentos de trabalho da Técnica Alexander, os participantes farão uma exploração de como os padrões de reações psicofísicas agem de maneira automática e habitual impedindo o fluxo livre da energia na hora de uma performance, seja esta ler poesia, interpretar um texto teatral, cantar, tocar um instrumento ou dançar.
Ao desfazer esses padrões ineficientes que estão enraizados na memória, uma nova possibilidade de uso mais equilibrado do organismo manifesta-se influenciando a voz, respiração, postura e movimento, ampliando, assim o potencial artístico e dando condições tanto a estudantes quanto a profissionais de obter uma melhor performance.

Público Alvo:
Este curso é para qualquer pessoa que deseja expressar-se com mais liberdade sem os entraves tão comuns de excesso de esforço e desorganização adquiridos ao longo da vida.

“Você não está aqui para fazer exercícios ou para aprender a fazer alguma coisa certa, mas conseguir ser capaz de ir ao encontro de um estímulo que sempre o coloca em um mau estado de funcionamento e aprender a lidar com isso.”
F.M.ALEXANDER

Instituições de ensino como universidades e escolas de teatro vem incluindo a Técnica Alexander dentro de seus currículos como base para uma exploração criativa, aperfeiçoamento da saúde, clareza mental, compreensão e expansão do potencial humano. A Juilliard School, Dartington College of Arts , Yale School of Drama, Stella Adler Studio of Acting e Actors Studio são algumas delas.

Dias: 21 e 22 de Outubro de 2015

Horário: Das 20:00 às 22:30

Preço: € 80,00

Local: Casa do Artista

Nota: Grupo de trabalho com o máximo de 10 participantes.

Para se inscrever basta solicitar ficha de inscrição para o contacto: oficinasteatrolisboa@gmail.com

Formador:

Roberto Reveilleau, graduado em Educação Física pela Universidade Gama Filho, com especialização em Arteterapia pela Universidade Candido Mendes no Rio de Janeiro, entrou em contato com a Técnica Alexander em 1986 e desde então vem pesquisando este trabalho. Graduou-se como professor da Técnica Alexander no Constructive Teaching Centre, Londres em 1992. Teve a oportunidade de estudar com Walter Carrington (1915-2005) e Dilys Carrington (1915-2009), diretores do Constructive Teaching Centre, a mais antiga escola de formação deste método. Walter e Dilys conheceram o trabalho diretamente com Frederick Matthias Alexander (1869-1955), o criador do que hoje se chama Técnica Alexander. Um sistema de trabalho para promover o bem-estar através da consciência, da postura, equilíbrio e coordenação do corpo. Essa consciência permitiria aos indivíduos ajustar hábitos de uso do corpo inconscientes em novos padrões, oferecendo uma série de benefícios físicos e mentais. Walter começou a formação na Técnica Alexander em 1936, foi professor assistente do curso de formação de F. M. Alexander até sua morte em 1955 onde assumiu a direção da escola junto com outros três professores. Em 1960 fundou sua própia escola, o Constructive Teaching Centre, em Holland Park no 18 Lansdowne Road. Endereço visitado ao longo dos anos por professores e estudantes do mundo todo, em busca de experiência e de conhecimento que a mais antiga escola de formação de professores daTécnica Alexander propiciava. Walter continuou ensinando em sua escola ininterruptamente até sua morte em 2005.

Inglaterra
Roberto Reveilleau teve experiência em leccionar nas escolas de formação: The Alexander Technique Studio e no Constructive Teaching Centre. Orientou curso introdutório pela Prefeitura Regional de Hammersmith em Londres.

Portugal
Desde 2002 ministra regularmente atendimentos individuais e workshops da Técnica Alexander em Portugal. Tendo apresentado o trabalho na Escola Superior de Música de Lisboa, na Faculdade de Motricidade Humana, na Escola Superior de Dança, na Fundação Musical Amigos das Crianças e na Escola Superior de Teatro e Cinema.

Rio de Janeiro
Desde 1993 trabalha divulgando o trabalho em várias instituições de ensino como o Instituto de Psicologia da UFRJ, no Instituto Edmée Brandi, na Faculdade da Cidade, na Universidade Estácio de Sá, na Pontifícia Universidade Católica, no Seminários de Música Pró Arte, no Fórum – Teatro: II Encontro Anglo – Brasileiro, no Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitação – IBMR, entre outros. Trabalhou com a Esther Weitzman Cia. de Dança e na Secretaria de Educação da cidade do Rio de Janeiro.

São Paulo
Fez parte do projeto Técnica Alexander: Pensar Em Atividade com os professores Reinaldo Renzo e Isabel Sampaio. Também ministrou aulas, palestras e workshops no Centro de Estudos Musicais Tom Jobim, no Estúdio Nova Dança, no Festival Internacional de Música de Campos do Jordão e na Academia de Estudantes da OSESP. Atualmente é co-diretor da Escola Brasileira de Formação de Professores da Técnica Alexander.

Técnica Alexander na universidade
Desde 2001 é professor da graduação do Departamento de Dança com a disciplina DANÇATERAPIA (Técnica Alexander) do Centro Universitário da Cidade – UniverCidade, RJ. Em 1995, introduziu e ministrou por mais de 10 anos o curso de extensão da Técnica Alexander no Departamento de Música da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNI-RIO. Por um ano ministrou aulas como professor convidado no Departamento de Música da Universidade Federal do Rio do Janeiro – UFRJ.

Congressos
Participou do I Congresso Internacional de Abordagens Corporais na Bahia, no III Congresso Brasileiro de Laringologia e Voz no Rio, II Congresso de Engenharia do Entretenimento na UFRJ e I Congreso Venezolano de Masajes y Técnicas Terapeuticas em Caracas.

Publicações
Reveilleau tem artigo publicado sobre a Técnica Alexander no Guia de Abordagens Corporais, Editora Summus, 1998, no Catálogo de Abordagens Terapêuticas, da Editora Casa do Psicólogo, SP, 2005 e no livro Em Pleno Corpo – Educação Somática, Movimento e Saúde, da Editora Juruá, PR, 2008.

Associações
É membro da Society of Teachers of the Alexander Technique – STAT, Inglaterra e da Associação Brasileira da Técnica Alexander – ABTA.

 

Perguntas frequentes

Ao longo dos anos fui [Roberto Reveilleau] recebendo, das pessoas que procuram a Técnica Alexander, uma série de perguntas relacionadas ao trabalho. Seleccionei aqui algumas dessas perguntas e suas respectivas respostas.

1 Quais são os benefícios da Técnica Alexander para a saúde?

RESPOSTA: A Técnica Alexander é um instrumento valioso para as pessoas aprenderem como usar a si próprias em suas actividades diárias, prevenindo padrões habituais ineficientes de postura e movimento que geram uma série de desorganizações no corpo. Determinados mecanismos posturais são estimulados através das aulas a se organizarem com mais precisão e harmonia tendo como consequência uma melhoria física e mental. Desenvolve-se um equilíbrio entre o tónus muscular para o suporte do corpo e o relaxamento necessário para movimentos, respiração e circulação mais livres dando condições ao indivíduo de executar as actividades diárias com mais eficiência e liberdade.

2 Qual é o público-alvo desta técnica? Com base na sua experiência, qual o perfil de pessoas que a procuram?

RESPOSTA: A Técnica Alexander é para todos e em qualquer idade, quando se trata de hábitos nocivos no uso do corpo todos nós somos parecidos. Pessoas que trabalham em uma determinada posição fixa durante o dia todo, que usam computador, que executam movimentos repetitivos, desportistas, grávidas, donas de casa, pessoas com algum tipo de limitação física, etc.

Na minha experiência pessoas das áreas de performance artística como músicos, cantores, actores e bailarinos tem grande interesse em se conhecer melhor, saber seus limites e bloqueios do corpo.

3 Como e quando se tornou professor da Técnica Alexander? Hoje em dia, esta é a sua atividade tempo integral? Onde dá aulas?

RESPOSTA: Eu era professor de Educação Física quando comecei a ter aulas de Técnica Alexander em um curso de dança no Rio de Janeiro e isso mudou minha vida. Foi em 1986, e a partir daí eu decidi que queria trabalhar com a Técnica Alexander. Fui para a Inglaterra estudar e me formei em 1992, e venho trabalhando com Alexander desde então. Trabalho a tempo integral ministrando aulas no Rio em meu estúdio e também trabalho em São Paulo onde sou co-diretor da primeira escola de formação em Técnica Alexander do Brasil. Além disso vou duas vezes ao ano a Lisboa dar aulas para alunos que tenho lá.

RESPOSTA: De uma maneira geral uma aula de Alexander pode durar de 30 a 45 minutos. Não existe um número de aulas definido, vai depender de individuo para individuo. Pela associação inglesa, STAT, é recomendável fazer um mínimo de 20 a 30 aulas para que novos padrões de uso do corpo mais eficientes funcionem no dia-a-dia. Mas em pesquisa publicada no British Medical Journal em 2008 ficou provado que mesmo 6 aulas de Técnica Alexandertêm um benefício significativo para portadores de dor nas costas crónica.

5 Como é que a Técnica Alexander pode ser usada para aliviar a dor, corrigir a postura ou melhorar a qualidade de vida em geral?

RESPOSTA: Tudo começa com hábitos. Não há como negar a forte influência dos hábitos em nossas vidas, em nossos movimentos e no uso do nosso corpo. Ao longo dos anos, vamos memorizando determinadas maneiras de usar o corpo que começam a se repetir automaticamente e, assim, acabamos regidos por hábitos em quase tudo o que fazemos. Vamos assimilando todo tipo de experiências, boas e ruins, através da postura habitual dos pais ou de comentários de professores, de uma imagem na televisão ou em uma revista, e estas experiências vão sendo traduzidas pelo corpo através de posturas e movimentos e se tornando automáticas. Mas muitas destas posturas e movimentos tendem a criar excesso de contração muscular em determinadas partes do corpo criando desequilíbrio na relação entre diferentes grupos de músculos, limitação de movimentos em certas articulações e compressão e desgaste sobre a coluna vertebral trazendo consequências diretas: dor nas costas, dores musculares, cansaço constante, falta de vitalidade, dificuldades respiratórias, sensação de peso, entre outras. Temos condições de ativar o melhor potencial de organização do corpo, independente do limite físico de cada um e do ambiente ao nosso redor. Este processo de reeducação estimula um melhor desempenho das tarefas diárias através de um ajuste contínuo, identificando padrões ineficientes e prejudiciais de uso do corpo e estimulando um novo padrão mais adequado de uso prevenindo assim a deterioração da coordenação e equilíbrio do corpo.

  1. É necessário pedido médico e/ou uma avaliação prévia de um fisioterapeuta?
  2. A Técnica Alexander exclui o recurso de medicamentos ou deve ser usada de forma complementar?

RESPOSTA: A Técnica Alexander é um trabalho de reeducação do organismo, é uma aprendizagem sobre como podemos aprimorar o uso que fazemos de nós mesmos, do nosso corpo. Ela é um sistema de trabalho para promover o bem-estar através da consciência da postura, equilíbrio e coordenação do corpo. Essa consciência permite aos indivíduos ajustar hábitos de uso do corpo inconscientes em novos padrões, oferecendo uma série de benefícios físicos e mentais. Ele não está ligado a um tratamento médico ou uma fisioterapia. As aulas de Técnica Alexander podem ser realizadas paralelamente a um trabalho de fisioterapia ou qualquer tipo de tratamento. Não há nenhuma contraindicação. Mas sempre estimulamos que a pessoa procure antes um médico.

  1. Eu vou participar de uma Masterclass de Violino. Será que ter aulas da Técnica Alexandernos dias imediatamente antecedentes não representará uma sobrecarga física?

RESPOSTA: Não acredito que será uma sobrecarga de trabalho pois você estará usando seus mecanismos de postura e coordenação com muito mais eficiência na masterclass.

  1. Que material de apoio, livros e/ou vídeos, pode recomendar?

RESPOSTA: Embora a leitura sobre o trabalho seja interessante, o principal é a experiência prática alcançada através das aulas, é esse aprendizado que realmente nos interessa.

  1. Faz sentido fazer este trabalho para empresários em altos cargos? Em que contexto?

RESPOSTA: Este trabalho pode ser muito bom para empresários pois trabalhamos com hábitos automáticos que reproduzimos sem pensar e que acabam por nos limitar tanto no corpo quanto no pensamento a produzir respostas repetitivas. Com o a Técnica Alexanderpodemos desfazer movimentos e posturas habituais estimulando novas maneiras de usar o corpo e a mente, isso produz uma possibilidade de diferentes respostas aos desafios do trabalho, seja na hora de tomar decisões, de liderar uma equipe ou se relacionar com o outro.

  1. Que tipo de formação é necessária para se ministrar esta técnica? Existe algum tipo de organismo ou associação internacional que certifique a formação?
  2. Sou formada em fisioterapia e instrutora de pilates, trabalho com reabilitação atraves do Método Pilates, tenho alguns pacientes da área da dança e esses tem me falado muito sobre a Técnica de Alexander, fiquei muito curiosa e interessada sobre o assunto que envolve a técnica. Gostaria enfim de saber como funciona tudo, os cursos de formação, se como no Pilates existem outras linhas de atendimento dentro da mesma técnica, onde existem esses cursos, por quem é ministrado, ou o que preciso saber do profissional para saber que ele é qualificado?

RESPOSTA: Para ser professor registado da Técnica Alexander é necessário passar por um curso de 3 anos com um mínimo de 1600 horas de aula em uma escola certificada por alguma associação de professores da Técnica Alexander. A International Affiliated Societies of Teachers of the Alexander Technique é a entidade que congrega 18 associações representando 18 países onde há escolas de formação na Técnica Alexander. Nosso primeiro curso de formação no Brasil, aprovado pela Associação Brasileira da Técnica Alexander, está acontecendo em São Paulo desde 2010. O pré-requisito é ter feito pelo menos 20 a 30 aulas individuais com um professor certificado. Para saber se alguém é realmente certificado naTécnica Alexander, o professor tem que ter seu diploma reconhecido por alguma dessas associações de professores ao redor do mundo.

  1. Gostaria de saber como são as aulas, o que é preciso para fazer as aulas, como funciona.

RESPOSTA: O professor usa as mãos no aluno como um instrumento de orientação de como ele pode usar sua musculatura de uma maneira mais eficiente para se sustentar e também para que ele identifique os excessos de esforço e desorganização muscular nas posturas e movimentos do quotidiano como ficar de pé, andar, sentar e levantar de uma cadeira. Não há movimentos bruscos ou posturas que causem dor ou desconforto. O respeito ao tempo de aprendizagem e desenvolvimento de cada um é fundamental para a qualidade do trabalho e ao resultado desejado. Não é necessário nenhuma roupa ou situação especial para o trabalho da Técnica Alexander. As aulas são práticas embora haja uma instrução e explicação durante todo o processo de trabalho.

  1. Olá, dou aulas de equitação e estou particularmente interessado na Técnica Alexanderaplicada à equitação. Vivo em Évora, Portugal, e gostaria de adquirir formação nesta área.

RESPOSTA: Na Europa há escolas de formação em Técnica Alexander em Madri, Barcelona, Paris, Amsterdam, Viena e também várias na Inglaterra, Alemanha e Suíça. No meu site em BIBLIOTECA você pode obter os links das associações de Alexander dos respectivos países.

  1. Sou cantora lírica e aluna do curso de música. Tenho muito interesse em fazer aulas deTécnica Alexander, pois sinto muitas tensões para cantar e muito nervosismo por saber que ficarei tensa e que isso me atrapalhará…é um ciclo, uma coisa leva à outra.
  2. Sou estudante de canto lírico e tenho notado que minha postura está impedindo meus avanços. Além disso noto que há uma tendência a uma postura inadequada em várias situações do meu cotidiano. Não aguento mais sofrer por conta da minha postura. Quero começar a usar o método de Alexander!
  3. Sou músico/cantor lírico e tenho constantes dores nas costas e pescoço e também problemas com rouquidão.
  4. Olá, sou cantor e estou com dificuldades vocais que acredito sejam provenientes da péssima postura e do péssimo equilíbrio entre pescoço e cabeça. Não encontrei nenhum professor de Alexander.

RESPOSTA: Artistas como atores, cantores, bailarinos e músicos sabem o quanto à qualidade do seu trabalho depende do treino que eles desenvolvem diariamente com o seu corpo, com a sua voz ou instrumento musical. Se um cantor está comprimindo e distorcendo a estrutura músculo-esquelética do seu corpo, ele não pode esperar que o aparelho vocal e a respiração possam funcionar no melhor do seu potencial.

A Técnica Alexander oferece ao artista um refinamento na sua perceção de si mesmo e meios para aprimorar a sua arte com maior liberdade de escolha sobre o caminho pelo qual ele quer se desenvolver. Ela permite que a voz seja expressão de toda a sua integridade e organização e não resultado de tensão e desequilíbrio.

A Técnica Alexander não é uma técnica vocal e nem exclui a necessidade de treinamento específico para o cantor, mas ela é um instrumento de trabalho para o artista melhorar e desenvolver a sua performance. Este trabalho direcionado para cantores ajuda a entender os hábitos nocivos que vão sendo adquiridos ao longo da vida e também lhes dá instrumentos para as mudanças necessárias para um equilíbrio e coordenação melhores. Mas é necessário uma sequência de aulas para se reeducar neste processo. Não há muito para se fazer sem um professor qualificado pois não há exercícios a serem feitos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: