Neste Natal Ofereça Formação

Quer oferecer um presente diferente, neste Natal?

Ofereça formação
Adquira o nosso voucher de Natal e ofereça um workshop
Email: geral@oficinasteatrolisboa.com

A pessoa a quem oferecer o seu voucher, pode usufruir da formação a partir do dia 26 de dezembro de 2016 e até fevereiro de 2017.

presentes-diferentes

 

Workshop de voz e Dicção em Dezembro

5

Dias: 7, 14 e 15 de Dezembro 2016

A utilização correcta do aparelho vocal é fundamental, devemos utilizá-lo sabiamente, contudo nem sempre sabemos como fazê-lo na prática.
Cada vez mais a voz é entendida como reflexo da nossa personalidade, esta transporta ideias e emoções que pretendemos comunicar com nitidez, de modo a que o nosso ouvinte/auditório a entenda com clareza.
O profissional que tem a voz como ferramenta de trabalho deve saber utilizá-la e conhece-la para poder lidar com os problemas que a envolvem, sabendo fazê-lo a voz tornar-se-à um instrumento que poderá trabalhar a seu favor.
A má utilização do aparelho vocal provoca danos aos quais não prestamos a devida importância, tais como, desgaste físico e psicológico, estes condicionam, e muito, a forma como se apresenta o nosso discurso.

Objectivos:
Experimentar diferentes sonoridades a partir da ressonância corporal.
Aprender os ritmos e as articulações vocais.
Localizar a projecção da voz no espaço e as velocidades.
Desenvolver a capacidade de rentabilizar a voz.

Programa:

I – Postura corporal; o relaxamento; aquecimento muscular.
II – Sons da voz e as variáveis da respiração.
III – Aquecimento vocal e ritmos da respiração.
IV – O valor da palavra, articulação das palavras e o recurso às onomatopeias e lengalengas.
V – Articulação da voz com a mensagem, ritmos do texto através do corpo e do espaço, exercícios de sonoridade e acústica.

Público-alvo:
Consultores, advogados, professores, vendedores e outros profissionais que utilizem a voz na sua actividade profissional.

Nº de horas: 9

Horário: 20h:00 às 23h:00.

Local: Instalações Oficinas Teatro Lisboa

Formador: João Rosa

Preço:
€ 75,00

Solicite ficha de inscrição através do e-mail: geral@oficinasteatrolisboa.com

http://www.oficinasteatrolisboa.com

SONY DSC
João Rosa

WORKSHOP À Descoberta do Teatro com Eduardo Frazão

WORKSHOP À Descoberta do Teatro com Eduardo Frazão

Dias 19 e 20 de Novembro 2016

Quer experimentar teatro?
Quer experimentar teatro de uma forma intensiva?
Teatro num fim-de-semana?
Há anos que adia uma inscrição numa atividade teatral?

Venha descobrir o teatro! Venha descobrir-se!

A oportunidade de descobrir o seu “eu”, expandindo corpo, espírito e mente. Num ambiente lúdico, mágico, partilhando experiências criadas no momento com o coletivo, vai poder descobrir que somos espectadores e atores. Descobrindo o teatro o ser descobre-se humano. O teatro é a arte de nos vermos, a arte de nos vermos, vendo!
Programa:
Expressão corporal;
Autoconhecimento;
Estímulo de todos sentidos;
Incentivo à criação;
Perceção do “eu” e da autoestima;
Métodos que auxiliam a interpretação e representação de emoções.
Metodologia:
Essencialmente prática (física), variando em momentos teóricos e reflexivos.

Faixa etária:
A partir dos 17 anos.

Caracterização do público-alvo:
Qualquer pessoa que sinta vontade de fazer algo diferente, de sair da rotina, viver uma nova aventura e ter consciência do seu ser, do que somos e daquilo que queremos.

Local de formação:
Casa do Artista, Estrada da Pontinha nº7. 1600-582 Lisboa.

Datas:
22 e 23 Out

Horário:
10h:00 às 18h:00.


Intervalo para almoço:
13h:00 às 14h:30.

Formador:
Eduardo Frazão
eduardo-frazao

Iniciou o seu trabalho como actor em 1998 com a companhia PIM! Teatro. Desde aí tem desenvolvido trabalho como actor nas mais diversas áreas, privilegiando sempre o teatro. Trabalhou com Andre E Teodósio, João Rosa, Fernando Gomes, Carlos Malvarez, Miguel Raposo entre outros. De salientar o seu trabalho no último espectáculo projectado por António Feio, “Apanhados na Rede”, para a UAU, em 2011. Neste momento é dirigente do “KIK Clube de Inseminação Cultural”, membro o Teatro do Azeite. Desde 2004 trabalha na área da educação para a saúde, através de espectáculos de teatro-fórum relacionados com a sexualidade, violência em meio escolar, consumos e dependências, entre outros. Actualmente a associação com a qual colabora, Usina, faz parte da medida três do Programa CUIDA-TE, uma parceria entre o Ministério da Saúde e o IPDJ. Como criador, em 2001 levou a cena, em Évora, a sua primeira criação com Milton Lopes. Em 2013 a sua segunda encenação, esteve patente no Teatro Rápido, em Maio, com Mariana do Rosário. No Cinema foi distinguido em 2007 com o prémio de melhor actor, no XI Festival de Cinema Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira, pelo seu desempenho na longa metragem “O Capacete Dourado”. Filme que lhe valeu também a nomeação para o Globo de Ouro – melhor actor cinema da SIC/Caras 2007. Em televisão participou em: “Coração D’Ouro”, “Os filhos do rock”, “Liberdade 21”, “o dez”, “Conta-me como foi”, “Rebelde Way”, “Resistirei”, “Furia de viver”, “o jogo da Glória”. A série “os filhos do rock” valeu-lhe o prémio Lumen de televisão- actor revelação.

Nº de horas:
11

Preço do workshop:
Preço: € 80,00

Inscrição:
Para efectuar inscrição envie um email para: geral@oficinasteatrolisboa.com

Oficina da Voz

De 2 a 30 de Novembro 2016
Sente-se angustiado, nervoso quando tem de falar em público?
Já sentiu a voz embargada em determinadas situações?
Sente que a sua dicção descredibiliza a sua performance?

Estas poderão ser algumas das muitas questões com as quais se interroga. A Oficinas Teatro Lisboa tem uma solução, a Oficina da Voz.

As diversas especificidades e a consciencialização da voz são o ponto de partida num trabalho que visa a procura do conforto vocal, emocional e físico. O conforto e audácia na exposição corporal irá permitir uma maior liberdade no modo de controlar a voz.

Em que é que consiste a Oficina da Voz?
As diversas especificidades e a consciencialização da voz são o ponto de partida num trabalho que visa a procura do conforto vocal, emocional e físico. O conforto e audácia na exposição corporal irá permitir uma maior liberdade no modo de controlar a voz. Imprimir intenções, emoções e entoações são aqui palavras chave importantes durante o processo de trabalho.

Programa:
Relaxamento e respiração;
Valorização da palavra e sua articulação;
Postura corporal e suas condicionantes;
Voz projetada para grandes espaços;
Voz projetada para espaços mais pequenos;
Postura e projeção da voz com recursos a amplificação;
Uso de intenções, emoções e entoações na voz gravada.

Formador:
João Rosa (ator e encenador)
Modelo formativo criado por João Rosa Certificado nº EDF 42426/2004 DL

Metodologia:
Trabalho essencialmente prático partindo conscientemente do erro até à sua melhoria. Este processo desenvolver-se-á em vários estágios:
Contacto e aceitação da voz e as suas limitações;
Diagnóstico das fragilidades físicas e emocionais com a exposição;
Exercícios gravados em áudio e vídeo para análise e correção;
Experimentação de dinâmicas com conteúdos específicos adequados a cada participante.

Horários:
18h:00/20h:00 às segundas-feiras
18h:00- 21h:00 às quartas e sextas-feiras.

Dias da semana:
Segundas, Quartas e Sextas-feiras

Total de horas:
35H.

Número máximo de participantes:
10

Público alvo:
Consultores, advogados, professores, vendedores, jornalistas, estudantes de comunicação e outros profissionais que utilizem a voz na sua atividade profissional.

Preço da ação:
165,00€

Datas:
De 2 a 30 de Novembro 2016
2, 4, 7, 9, 11, 14, 16, 18, 21, 23, 25, 28 e 30 Novembro.

Local de Formação:
Casa do Artista

Para informações ou inscrições:
geral@oficinasteatrolisboa.com
Tel: +351 934 512 418

À Descoberta do Teatro com Eduardo Frazão

Workshop À Descoberta do Teatro com Eduardo Frazão

Dias 22 e 23 de Outubro 2016

Quer experimentar teatro?
Quer experimentar teatro de uma forma intensiva?
Teatro num fim-de-semana?
Há anos que adia uma inscrição numa atividade teatral?

Venha descobrir o teatro! Venha descobrir-se!

A oportunidade de descobrir o seu “eu”, expandindo corpo, espírito e mente. Num ambiente lúdico, mágico, partilhando experiências criadas no momento com o coletivo, vai poder descobrir que somos espectadores e atores. Descobrindo o teatro o ser descobre-se humano. O teatro é a arte de nos vermos, a arte de nos vermos, vendo!
Programa:
Expressão corporal;
Autoconhecimento;
Estímulo de todos sentidos;
Incentivo à criação;
Perceção do “eu” e da autoestima;
Métodos que auxiliam a interpretação e representação de emoções.
Metodologia:
Essencialmente prática (física), variando em momentos teóricos e reflexivos.

Faixa etária:
A partir dos 17 anos.

Caracterização do público-alvo:
Qualquer pessoa que sinta vontade de fazer algo diferente, de sair da rotina, viver uma nova aventura e ter consciência do seu ser, do que somos e daquilo que queremos.

Local de formação:
Casa do Artista, Estrada da Pontinha nº7. 1600-582 Lisboa.

Datas:
22 e 23 Out

Horário:
10h:00 às 18h:00.


Intervalo para almoço:
13h:00 às 14h:30.

Formador:

Eduardo Frazão

SONY DSC

Eduardo Frazão:
Iniciou o seu trabalho como actor em 1998 com a companhia PIM! Teatro. Desde aí tem desenvolvido trabalho como actor nas mais diversas áreas, privilegiando sempre o teatro. Trabalhou com Andre E Teodósio, João Rosa, Fernando Gomes, Carlos Malvarez, Miguel Raposo entre outros. De salientar o seu trabalho no último espectáculo projectado por António Feio, “Apanhados na Rede”, para a UAU, em 2011. Neste momento é dirigente do “KIK Clube de Inseminação Cultural”, membro o Teatro do Azeite. Desde 2004 trabalha na área da educação para a saúde, através de espectáculos de teatro-fórum relacionados com a sexualidade, violência em meio escolar, consumos e dependências, entre outros. Actualmente a associação com a qual colabora, Usina, faz parte da medida três do Programa CUIDA-TE, uma parceria entre o Ministério da Saúde e o IPDJ. Como criador, em 2001 levou a cena, em Évora, a sua primeira criação com Milton Lopes. Em 2013 a sua segunda encenação, esteve patente no Teatro Rápido, em Maio, com Mariana do Rosário. No Cinema foi distinguido em 2007 com o prémio de melhor actor, no XI Festival de Cinema Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira, pelo seu desempenho na longa metragem “O Capacete Dourado”. Filme que lhe valeu também a nomeação para o Globo de Ouro – melhor actor cinema da SIC/Caras 2007. Em televisão participou em: “Coração D’Ouro”, “Os filhos do rock”, “Liberdade 21”, “o dez”, “Conta-me como foi”, “Rebelde Way”, “Resistirei”, “Furia de viver”, “o jogo da Glória”. A série “os filhos do rock” valeu-lhe o prémio Lumen de televisão- actor revelação.

Nº de horas:
11

Preço do workshop:
Preço: € 80,00

Inscrição:
Para efectuar inscrição envie um email para: geral@oficinasteatrolisboa.com

 

Aulas de Voz

Site oficial

Dias: 7, 14 e 21 de Outubro 2016

A utilização correcta do aparelho vocal é fundamental, devemos utilizá-lo sabiamente, contudo nem sempre sabemos como fazê-lo na prática.
Cada vez mais a voz é entendida como reflexo da nossa personalidade, esta transporta ideias e emoções que pretendemos comunicar com nitidez, de modo a que o nosso ouvinte/auditório a entenda com clareza.
O profissional que tem a voz como ferramenta de trabalho deve saber utilizá-la e conhece-la para poder lidar com os problemas que a envolvem, sabendo fazê-lo a voz tornar-se-à um instrumento que poderá trabalhar a seu favor.
A má utilização do aparelho vocal provoca danos aos quais não prestamos a devida importância, tais como, desgaste físico e psicológico, estes condicionam, e muito, a forma como se apresenta o nosso discurso.

 

Público-alvo:
Consultores, advogados, professores, vendedores e outros profissionais que utilizem a voz na sua actividade profissional.

Nº de horas: 9

Horário: 20h:00 às 23h:00.

Formador: João Rosa

Preço:
€ 75,00

Solicite ficha de inscrição através do e-mail: geral@oficinasteatrolisboa.com

Oficina de teatro Juvenil

Mais informações site oficial: http://www.oficinasteatrolisboa.com

Início a Outubro de 2016

Introdução:
O objectivo desta oficina é dar ao participante elementos constituintes da representação teatral e movimento contemporâneo, dando-lhes as bases para que possam trabalhar e criar um espectáculo/performance com base no trabalho de monólogos, pequenas cenas e composição corporal na sistematização do seu processo criativo. A improvisação será outro elemento essencial a ser desenvolvido bem como a análise de textos. Explora-se o movimento do corpo através de exercícios que visam aumentar a consciência corporal e postural. Desenvolve-se a utilização do corpo no espaço, fazendo uso da improvisação e do trabalho criativo, interpretativo e sensorial. O objectivo principal é solicitar ao corpo actividade, preparação e versatilidade. Pôr o corpo em movimento trabalhando-o de uma forma construída, organizada para que possa usufruir da sua liberdade em consciência. As aulas têm início no chão fazendo-se uma progressão para a vertical estabelecendo-se assim diferentes relações do corpo com a gravidade. A prática inclui a improvisação e a composição, a pesquisa de movimento, individualmente ou em grupo, procurando potencialidades, qualidades coreográficas e, sobretudo, a presença dum corpo consciente e expressivo.

Faixa etária:
Dos 10 aos 16 anos.

Horário:
Domingos turma da manhã das 10:00 às 13:00 e turma da tarde das 14:30 às 17:30
Duração: Ano lectivo 2014/2015 (escolar). Pausas nas férias escolares.

Custos:
Valor da mensalidade de 45€.

Local de Formação:
Casa do Artista | Morada: Estrada da Pontinha nº 7 1600-584 Lisboa (metro: Carnide linha azul)

Professores:
Catarina Gonçalves (actriz), João Rosa (encenador)

Inicio: Outubro 2016

Esta oficina pode ajudar as crianças na construção da sua visão do mundo, articulando ideias e experiencias. A actividade teatral encoraja o desejo natural das crianças e jovens para o desenvolvimento da sua personalidade, ao mesmo tempo que lhes proporciona oportunidades para explorar uma larga variedade de contextos e situações que os conduzam à construção da sua visão do mundo.

Para se inscrever solicite ficha de inscrição para o seguinte contacto:
e-mail: geral@oficinasteatrolisboa.com

Saberei usar a voz?

Dias: 13, 14 e 15 de Setembro 2016

A utilização correcta do aparelho vocal é fundamental, devemos utilizá-lo sabiamente, contudo nem sempre sabemos como fazê-lo na prática.
Cada vez mais a voz é entendida como reflexo da nossa personalidade, esta transporta ideias e emoções que pretendemos comunicar com nitidez, de modo a que o nosso ouvinte/auditório a entenda com clareza.
O profissional que tem a voz como ferramenta de trabalho deve saber utilizá-la e conhece-la para poder lidar com os problemas que a envolvem, sabendo fazê-lo a voz tornar-se-à um instrumento que poderá trabalhar a seu favor.
A má utilização do aparelho vocal provoca danos aos quais não prestamos a devida importância, tais como, desgaste físico e psicológico, estes condicionam, e muito, a forma como se apresenta o nosso discurso. 
Objectivos:
Experimentar diferentes sonoridades a partir da ressonância corporal.
Aprender os ritmos e as articulações vocais.
Localizar a projecção da voz no espaço e as velocidades.
Desenvolver a capacidade de rentabilizar a voz.
Programa:
I – Postura corporal; o relaxamento; aquecimento muscular.
II – Sons da voz e as variáveis da respiração.
III – Aquecimento vocal e ritmos da respiração.
IV – O valor da palavra, articulação das palavras e o recurso às onomatopeias e lengalengas.
V – Articulação da voz com a mensagem, ritmos do texto através do corpo e do espaço, exercícios de sonoridade e acústica.
Público-alvo:
Consultores, advogados, professores, vendedores e outros profissionais que utilizem a voz na sua actividade profissional.
Nº de horas: 9
Horário:  20h:00 às 23h:00.
Local: Instalações Oficinas Teatro Lisboa 
Formador: João Rosa
Preço:
€ 75,00
Solicite  ficha de inscrição através do e-mail: geral@oficinasteatrolisboa.com

Workshop de Voz e Dicção em Viseu

A Oficinas Teatro Lisboa no mês de Agosto resolve descentralizar uma das suas acções de formação, o Workshop de Voz e Dicção. Cada vez mais a voz é entendida como reflexo da nossa personalidade, esta transporta ideias e emoções que pretendemos comunicar com nitidez, de modo a que o nosso ouvinte/auditório a entenda com clareza. O profissional que tem a voz como ferramenta de trabalho deve saber utilizá-la e conhece-la para poder lidar com os problemas que a envolvem, sabendo fazê-lo a voz tornar-se-à um instrumento que poderá trabalhar a seu favor.

A má utilização do aparelho vocal provoca danos aos quais não prestamos a devida importância, tais como, desgaste físico e psicológico, estes condicionam, e muito, a forma como se apresenta o nosso discurso. 

A utilização correcta do aparelho vocal é fundamental, devemos utilizá-lo sabiamente, contudo nem sempre sabemos como fazê-lo na prática.

Dias 22, 23 e 24 de Agosto no Orfeão de Viseu

Para mais informações e testemunhos:
https://oficinasteatrolisboa.com/workshop-de-voz-e-diccao/

Facebook:
https://www.facebook.com/oficinasteatrolisboa

Objectivos:
Experimentar diferentes sonoridades a partir da ressonância corporal.
Aprender os ritmos e as articulações vocais.
Localizar a projecção da voz no espaço e as velocidades.
Desenvolver a capacidade de rentabilizar a voz.

Público-alvo:
Consultores, advogados, professores, vendedores e outros profissionais que utilizem a voz na sua actividade profissional.

Nº de horas: 9

Horário: 20h:00 às 23h:00.

Local: Orfeão de Viseu – Rua Serpa Pinto, Viseu.

Formador: João Rosa

Preço: € 85,00

Solicite ficha de inscrição através do e-mail: geral@oficinasteatrolisboa.com

Workshop de Voz e Dicção

Dias: 29, 30 e 31 de Agosto 2016

A utilização correcta do aparelho vocal é fundamental, devemos utilizá-lo sabiamente, contudo nem sempre sabemos como fazê-lo na prática.
Cada vez mais a voz é entendida como reflexo da nossa personalidade, esta transporta ideias e emoções que pretendemos comunicar com nitidez, de modo a que o nosso ouvinte/auditório a entenda com clareza.
O profissional que tem a voz como ferramenta de trabalho deve saber utilizá-la e conhece-la para poder lidar com os problemas que a envolvem, sabendo fazê-lo a voz tornar-se-à um instrumento que poderá trabalhar a seu favor.
A má utilização do aparelho vocal provoca danos aos quais não prestamos a devida importância, tais como, desgaste físico e psicológico, estes condicionam, e muito, a forma como se apresenta o nosso discurso.

Objectivos:
Experimentar diferentes sonoridades a partir da ressonância corporal.
Aprender os ritmos e as articulações vocais.
Localizar a projecção da voz no espaço e as velocidades.
Desenvolver a capacidade de rentabilizar a voz.

Programa:

I – Postura corporal; o relaxamento; aquecimento muscular.
II – Sons da voz e as variáveis da respiração.
III – Aquecimento vocal e ritmos da respiração.
IV – O valor da palavra, articulação das palavras e o recurso às onomatopeias e lengalengas.
V – Articulação da voz com a mensagem, ritmos do texto através do corpo e do espaço, exercícios de sonoridade e acústica.

Público-alvo:
Consultores, advogados, professores, vendedores e outros profissionais que utilizem a voz na sua actividade profissional.

Nº de horas: 9

Horário: 20h:00 às 23h:00.

Local: Instalações Oficinas Teatro Lisboa

Formador: João Rosa

Preço:
€ 75,00

Solicite ficha de inscrição através do e-mail: geral@oficinasteatrolisboa.com